HISTÓRICO

O Prêmio José Reis foi criado pelo CNPq em 1978 como uma homenagem de reconhecimento ao trabalho do professor José Reis.

De início, o Prêmio era bienal e os candidatos eram sugeridos pela própria comissão julgadora.

Em 1982, tornou-se anual e teve o regulamento reformulado.

No período de 1983 a 2013, o prêmio contava com três categorias: Divulgação Científica e Tecnológica, ao pesquisador ou escritor como divulgador da Ciência; Jornalismo Científico, ao jornalista destaque da área, e Instituição, premiando a instituição ou o veículo de comunicação que mais apoiou a divulgação científica. Em 2014, as denominações das categorias Divulgação Científica e Tecnológica e Jornalismo Científico passaram à denominação Pesquisador e Escritor e Jornalista em Ciência e Tecnologia, respectivamente.

Desde 1995, o Prêmio é concedido de forma anual a apenas uma das três categorias, em sistema de rodízio: Pesquisador e Escritor, Jornalista em Ciência e Tecnologia e Instituição e Veículo de Comunicação.

A edição de 2020 é destinada à categoria ¿Jornalista em Ciência e Tecnologia¿, que premiará o jornalista profissional que se destaque na difusão da Ciência, da Tecnologia e da Inovação nos meios de comunicação de massa, a premiação consiste em importância em espécie, no valor de R$ 20 mil reais, Diploma, além de passagem aérea e de diárias para permitir que o agraciado participe da 72º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em julho de 2020, onde receberá o Prêmio e ministrará conferência sobre o conjunto dos seus trabalhos.

DESTAQUES

O CNPq apresenta, em 2020, a 40ª edição do Prêmio José Reis de Divulgação Científica com o objetivo de revelar e reconhecer grandes nomes que contribuem significativamente para a divulgação científica no Brasil. Inscrições abertas até o dia 24 de janeiro de 2020. Para dúvidas ou mais informações, entre em contato pelo pjr@cnpq.br ou pelos telefones 61 3211- 9410.